Spamcast All Star 004 – Victor Moura

Depois de um monte de tempo, até que enfim… GRAVAMOS UM ALLSTAR!!!
E não podíamos ter voltado de melhor forma, trazendo o nosso brother e Spammer confesso: Victor Moura.
Vitão está publicando de forma independente a HQ Colecionador de Memórias na Gibicon em Curitiba, que acontece dos dias 04, 05, 06 e 07 de Setembro, e nada melhor que batermos um papo com ele pra falar um pouco sobre a história da HQ, o processo de criação, influências… cor da cueca.

Se você curtiu o cast e a premissa do Colecionador de Memórias e o mais importante, não é um vagabundo que espera o áudio cair no seu feed, está lendo esse texto e sabe que para adquirir o seu exemplar você pode comprar sua edição autografada na Gibicon (informações no link), ou falar diretamente com o próprio Victor (clícka aí no nome).

Ouça

Ouça o episódio no player abaixo (ou para quem quer o arquivo zipado para fugir de proxy da empresa, tá aí também):

Reproduzir

Se só clicar em download não começar a baixar, tenta clicar o botão direito do mouse e selecionar Salvar link como, ou algo parecido…

Artes do Victor

Tumbler do Colecionador de Memórias 

Comentados no episódio

Marca de biquini do Patrick
Ziraldo

Menino Maluquinho
Aniversário 80 anos do Ziraldo com Victor Moura
Expressionismo Alemão
Nosferatu
Ló Ló Ló Dog
Yu Yu Hakusho

Trilhas do episódio

Thin Lizzy – Boys Are Back In Town 
ZZ Top – La Grange 
Mountain – Mississippi Queen
James Gang – Funk #49 
Wild Cherry – Play That Funky Music 
Joe Walsh – Rocky Mountain Way 
Ted nugent – Cat Scratch Fever 
Blue Swede – Hooked on a Feeling

Contatos

Gobbo: @aagobbo
Leleco: @Le_Spamcast
Filipovisky: @Filipovisky
PatrickOrelha: @PatrickSpamcast
SpamCast: @spam_cast no Tuíter e SpamCast no Face

Feeds
 – Ouça, assine e faça um review cheio de estrelinhas no iTunes!
 – Assine nosso feed RSS!!!

 

Comentários do Facebook (Disqus tá lá embaixo)

Comentários do Facebook

Leandro

Nascido e criado em um dos ambientes mais inóspitos do planeta. Ele lutou para não se corromper em um lugar onde o medo, a morte e um odor putrefato selecionavam os indivíduos mais aptos a subir (ou descer) um degrau na cadeia alimentar. A granja de codornas foi um verdadeiro teste de coragem, onde lidando com animais perigosos e com pouco senso de higiene, teve que sobreviver coletando fezes e ovos… muitas vezes com as próprias mãos!!! Depois de um plano audacioso que envolvia uma faculdade de publicidade e 40 toneladas de dinamite, ele conseguiu escapar e deixou para trás esse lado negro (e fedido) da sua vida. Mas mesmo hoje, com sua família e seu império da comunicação, há algo que ele faz questão de não esquecer: comprar ovos de codorna para salada!