Spamflix 002 – O segredo de seus olhos

O segredo não revelado é o fato de ter visto uns filmes argentinos tão bons ultimamente – sem precisar ter aquele climão cult europeu – já no Brasil o que tem saído ultimamente são as comédias de tv extendidas. Tá aí, incluí esse ator Ricardo Darín na minha lista se-tem-ele-o-filme-é-bom depois de já ter visto alguns filmes com o cara sempre excelentes (vejam, também no Netflix, “Um conto chinês” de 2011). Se no SpamFlix passado eu comentei sobre um filme com uma cena antológica envolvendo um tango argentino de Carlos Gardel, nada mais justo do que falar de um filme argentino, e lembrando, que, pelo propósito da coluna, está no catálogo do Netflix (que ainda não me mandou nem uma misera cartinha, tô esperando).

o segredo dos seus olhosEm O segredo de seus olhos, de 2009 e Oscar de filme estrangeiro – segundo deles já, ganharam antes de nós – do diretor Juan José Campanella, temos um policial veterano – de novo veterano, tá virando um padrão – chamado Espósito, que acabou de se aposentar, mas não esqueceu nem um pouco um caso que ele não resolveu a uns, sei lá, 30 anos atrás sobre um assassinato cruel e sinistro envolvendo estupro e tudo o mais. Ao mesmo tempo ele vivia uma paixão platônica e reprimida por sua chefe, a bela Irene, que é muita areia para seu caminhãozinho, tanto fisicamente quanto socialmente, o que, na minha opinião, aproxima ele do marido da vítima, Ricardo Morales, pois ambos vivem agora em um impedimento de estar com a pessoa amada, tudo bem que no caso dele ser por pura covardia.

o segredo dos seus olhosEle acabou se envolvendo no caso de forma a torná-lo uma missão especial mas esse nunca chegou ao fim, por motivos velhos conhecidos por nós brazucas, como a corrupção na polícia, política e etc. Isso devastou sua vida pois ele então percebe que não é o bastião da justiça que imaginava ser, e que estava num país afundado em uma lama imoral, bem parecido com um país verde-amarelo por aí, ao mesmo tempo que se sentiu em débito com o novo amigo que chora a morte da esposa.

o segredo dos seus olhosVoltamos ao presente e ele ainda está com essa ferida, e resolve remexer o passado para registrar em um livro sobre a história, tentando, quem sabe, avançar na história e dar um final a ela, nem que seja em um romance. Mas talvez sua intenção maior seja recolocar o S de justiça no peito (fui claro na referência?). Por que ele esperou esse tempo todo? Não sei, talvez para render um bom roteiro de cinema – sic – , mas a questão que fiquei pensando é, se ele está em um meio corrupto e ele é um notável covarde, então é melhor esperar estar fora desse meio para poder agir livremente, e bem… deve ser duro ser aposentado e ter que ver a Ana Maria e o Faustão na TV em loop (imagina na Argentina então!), tem que arrumar uma função na vida.

o segredo dos seus olhosO filme consegue te fazer mudar de opinião sobre o que deve estar acontecendo a cada 5 minutos, o que é bem legal, pois apesar de ser um tema batido, “policial aposentado querendo resolver um caso aberto a muito tempo enquanto revive uma velha paixão”, mas ele é realmente imprevisível e foge bastante aos clichês americanos, o que é muito bom para dar uma desintoxicada cultural.

o segredo dos seus olhosEnfim, é um filme sobre culpa, covardia, corrupção, justiça, dor, escolhas e ainda assim amor sem ser piegas, aliás bem ao contrário do amor de Hollywood, não vou falar mais para não dar spoiler do melhor do filme. É daqueles filmes que termina e você sente orgulho de ter visto algo que a maioria passa batido, e depois dá vontade de sair recomendando para todo mundo e é por isso que foi o escolhido da vez!

ps: Hollywood tá fazendo uma refilmagem com a Nicole Kidman. Aposto que vão distorcer a parada toda, ou não, quem sabe!?

Para a próxima coluna estou pensando em falar de um filme coreano muito legal que provavelmente você não viu. Não é Old Boy. Até lá!

Min-sik Choi

Comentários do Facebook (Disqus tá lá embaixo)

Comentários do Facebook

Gobbo

Há muito tempo atrás, numa galáxia muito distante (conhecida como Espírito Santo, no Brasil, acredite, esse lugar existe!), Gobbo perambulava por uma calçada quando, sem saber, andou em sincronia perfeita no tempo e espaço com um antigo ritual da tribo Roken Row, que despertou índios em estado inanimado em uma caverna do Téquissas, e então ele se transformou em… nada. Continuou sendo o mesmo cara, mas uma antiga profecia Roken Row diz que aquele que acionar os índios através do ritual, deve ser munido de toda cultura inútil quanto possível, para que assim ele possa fazer algo que não se sabe o que, mas que trará um grandioso resultado, que não se tem idéia. E desde então ele vem sendo observado sem notar, e tem absorvido uma quantidade absurda de informação desnecessária, tornado-o em: um cara comum qualquer que passa do seu lado e você nem nota.

  • Álvaro Xavier

    Gostei da dica, vou ver