Spamcast 040 – O Natal da Nossa Infância

Enfim chegou a data mais esperada de 2015, na qual usamos toda a esperança e solidariedade que acumulamos durante todo o ano para usar de uma vez só: O Natal!

Uma das peculiaridades dessa data ímpar (além de fazer você gastar muito dinheiro) é a capacidade de trazer a tona as memórias prazerosas ou não, para servirem de balanço da nossa consciência. Por isso Alex, Álvaro, Filipe e Gobbo vão abrir o seu embrulho de lembranças pra falarem do Natal da nossa infância e lembrar um pouco dos rituais, presentes e situações inusitadas que só o Natal pode proporcionar.

Se você é como a gente e adora o Natal ou se tem alguma história de pisada de bola do bom velhinho deixe aqui o seu comentário!

Ouça o episódio no player abaixo (ou para quem quer o arquivo zipado para fugir de proxy da empresa, tá aí também):

Reproduzir

Se só clicar em download não começar a baixar, tenta clicar o botão direito do mouse e selecionar Salvar link como, ou algo parecido…

Trilhas do episódio

The Platters – Jingle Bells Jingle
Bobby Helms – Jingle Bell Rock
Dean Martin – Let it Snow!
Status Quo – It’s Christmas Time
Jeff Scott Soto/Bruce Kulick/Bob Kulick/Chris Wyse/Ray Luzie – We Wish You A Merry Xmas
Ramones – Merry Christmas (I Don’t Want To Fight Tonight)
Twisted Sister – Deck the Halls
Weezer – Oh Come All Ye Faithful
Zezé di Camargo e Luciano – Marcas do Que se Foi
A Rocket to the Moon – Santa Claus Is Coming to Town
Jose Feliciano – Feliz Navidad

Você encontra a trilha quase toda também nessa playlist do Spotify clicando aqui…

Comentados

Mochila “Sonic”
Alvarinho e sua moto imponente
SpamCast 32 – Comendo Spam
Vinheta Natal TVS
Comercial Estrela Natal (que na verdade é do Dia das Crianças)
Comercial de Natal do Banco Nacional
Jingle Varig Estrela Brasileira
Chaves na Loja de Brinquedos
Comercial Lego Cidade com Luis Fernando Guimarães
CD Natal Legal do Gugu

Contatos

Gobbo: @aagobbo
Leleco: @Le_Spamcast
Filipovisky: @Filipovisky
Alex: @Alexrocha4
Álvaro: @alvaro0105

Comentários do Facebook (Disqus tá lá embaixo)

Comentários do Facebook

Leandro

Nascido e criado em um dos ambientes mais inóspitos do planeta. Ele lutou para não se corromper em um lugar onde o medo, a morte e um odor putrefato selecionavam os indivíduos mais aptos a subir (ou descer) um degrau na cadeia alimentar. A granja de codornas foi um verdadeiro teste de coragem, onde lidando com animais perigosos e com pouco senso de higiene, teve que sobreviver coletando fezes e ovos… muitas vezes com as próprias mãos!!! Depois de um plano audacioso que envolvia uma faculdade de publicidade e 40 toneladas de dinamite, ele conseguiu escapar e deixou para trás esse lado negro (e fedido) da sua vida. Mas mesmo hoje, com sua família e seu império da comunicação, há algo que ele faz questão de não esquecer: comprar ovos de codorna para salada!